Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

sábado, 28 de março de 2009

O GUARUJÁ E A ÀGUA CONTAMINADA!!!!!!


Água contaminada mata 28 mil pessoas por ano no Brasil.

Estudo feito pela Organização Mundial da saúde mostra que doenças como Hepatite A, Cólera e Febre Tifóide são responsáveis por 2,3% das mortes no Brasil. 

Nossa cidade nos últimos meses vem acompanhando as batalhas travadas entre a ONG Principios e a Sabesp. O Professor, Dr. Sidnei Aranha com muita persistência através de uma luta biblica de Sansão x Golias conseguiu provar a população, autoridades e a midia o que todos deveriam saber: - A Água do Guarujá abastecida pela Sabesp não é Potável!!!! 

A água fornecida pela Sabesp em Guarujá ainda não apresenta qualidade adequada para consumo. A informação foi revelada no último relatório emitido pelo laboratório de análises da Capital, Adolfo Lutz. 

Além de coliformes fecais, o documento apontou cloro acima do limite estabelecido pelo Ministério da Saúde.  Os laudos foram feitos a pedido da Pro Água, um programa estadual de vigilância da qualidade da água para o consumo humano. 

A Cidade de Guarujá não tem uma estação de tratamentoA água captada no Rio Jurubatuba só recebe cloro e muitas vezes acima do valor estabelecido por uma portaria do Ministério da Saúde.  A explicação é do engenheiro químico ambiental Wanderley Feliciano Filho. “O cloro em si já é uma substância irritante, é um oxidante forte, por outro lado, ele também pode reagir com algum tipo de substância presente na água e gerar compostos que podem ser cancerígenos”.

 

A qualidade da água que consumimos é fundamental para nossa saúde. Isto porque diversas doenças podem ser transmitidas quando bebemos ou nos banhamos em água contaminada. Existem também doenças que não são transmitidas diretamente pela água, mas sim por insetos que se desenvolvem nela, como é o caso da dengue e da febre amarela. Mas como saber se a água está ou não contaminada? Será que água cristalina é sinônima de água limpa? Pior que não... Existem diversos testes realizados em laboratórios que analisam se aquela água que chega em nossas torneiras é adequada para consumo, ou ainda, se a água das praias e rios estão próprias ou impróprias para banho. Mas como estes testes avaliam a água? Diversos parâmetros físicos, químicos e biológicos são levados em consideração. 

A água oferecida à população deve ser submetida a uma série de tratamentos apropriados que vão reduzir a concentração de poluentes até o ponto em que não apresentem riscos para a saúde. Cada etapa do tratamento representa um obstáculo à transmissão de infecções.

A primeira destas etapas é a COAGULAÇÃO, quando a água bruta recebe, logo ao entrar na estação de tratamento, uma dosagem de sulfato de alumínio. Este elemento faz com que as partículas de sujeira iniciem um processo de união. 

Segue-se a FLOCULAÇÃO, quando, em tanques de concreto, continua o processo de aglutinação das impurezas, na água em movimento. As particulas se transformam em flocos de sujeira.

A água entra em outros tanques, onde vai ocorrer a DECANTAÇÃO. As impurezas, que se aglutinaram e formaram flocos, vão se separar da água pela ação da gravidade, indo para o fundo dos tanques ou ficando presas em suas paredes.

 

A próxima etapa é a FILTRAÇÃO, quando a água passa por grandes filtros com camadas de seixos (pedra de rio) e de areia, com granulações diversas e carvão antracitoso (carvão mineral). Aí ficarão retidas as impurezas que passaram pelas fases anteriores.

A água neste ponto já é potável, mas para maior proteção contra o risco de infecções de origem hídrica, é feito o processo de DESINFECÇÃO. É a cloração, para eliminar germes nocivos à saúde e garantir a qualidade da água até a torneira do consumidor. Nesse processo pode ser usado o hipoclorito de sódio, cloro gasoso ou dióxido de cloro. 

 O passo seguinte é a FLUORETAÇÃO, quando será adicionado fluossilicato de sódio ou ácido fluorssilícico em dosagens adequadas. A função disto é previnir e reduzir a incidência de cárie dentária, especialmente nos consumidores de zero a 14 anos de idade, período de formação dos dentes.

A última ação neste processo de tratamento da água é a CORREÇÃO de pH, quando é adicionado cal hidratado ou barrilha leve (carbonato de sódio) para uma neutralização adequada à proteção da tubulação da rede e da residência dos usuários. 

DOENÇAS CAUSADAS POR ÁGUA CONTAMINADA as Causadas por Parasitas: 

Amebíase: O contágio se dá através de água contaminada com cistos provenientes de fezes humanas.

Esquistossomose: O contágio se dá através do contato direto com água onde há larvas provenientes de caramujos.

Ascaridíase: O contágio se dá com o consumo de água onde há o parasita Áscaris Lumbricoides. 

Giardíase: O contágio se dá com o consumo de água onde há o parasita Giárdia Lamblya. 

Doenças Causadas por Vírus: 

Hepatite Viral tipo A e Poliomielite: O contágio se dá ao contato ( consumo ou banho) com água contendo urina ou fezes humanas. 

Doenças causadas por Bactérias: 

Meningoencefalite: O contágio se dá pelo contato (consumo ou banho) com àguas contaminadas. 

Cólera: O contágio se dá com o consumo de água contaminada por fezes ou vômito de algum indivíduo contaminado. 

Leptospirose: A água contaminada por urina de ratos é a principal causa da doença, cuja incidência aumenta com chuvas fortes e enchentes. Apresenta maior perigo em águas próximas a depósitos de lixo e em áreas sem esgotamento sanitário. 

Febre Tifóide: O contágio se dá pela ingestão de água ou alimentos contaminados( a contaminação de alimentos ocorre ao se lavar alimentos com água contaminada). 

Gastroenterites: a ingestão de água ou alimentos contaminados por fezes causam muita variedade de distúrbios gástricos, geralmente associados a fortes diarréias. 

Desinteria Bacilar: Uma série de bactérias causam, através da ingestão de água sem tratamento, severas formas de diarréias, formando um quadro de febre, dores e mal estar geral. 

 

Autor: Manoel Antonio Vergara, é consultor fiscal público, morador do Guarujá e recentemente seus filho de 9 anos teve problemas de saúde devido a problemas de Agua Contaminada no Municipio, levando-o a estudar e participar diretamente na solução dos problemas e melhorias de fornecimento de agua nas escolas públicas do Guarujá.

3 comentários:

Anônimo disse...

eu sou uma estudante eu to aprendendo muitas doenças!!!

Anônimo disse...

Este texto do sr. Manuel vem me acrescentar ainda mais revolta do que a que já tenho. Minha família adquiriu um apartamento nas Pitangueiras há cerca de 13 anos e o que se vem assistindo a partir de então é o descaso com a cidade que tem tudo para ser um dos destinos turísticos importantes do país. Minha revolta se deve ao perceber que o pesado IPTU que pagamento em absoluto não reverte em serviços à população. O caso da água é gravíssimo e espero que o movimento se engrosse agora após os mais recentemente acontecimentos com contaminação por virus.
Dalila I. A. Teles Veras

Anônimo disse...

O que fazer quando bebemos água contaminada por fezes humanas e usamos para o banho ??
todos do meu prédio estão nessa situação...
como devemos proceder?
pois estamos preocupados com nossa saúde!!!

Vera