Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Legalidade,Moralidade e Justiça!

Clique na foto para ampliar


Legalidade, Moralidade e Justiça!

Em recente artigo onde recrimina a liberalidade com a publicidade dos cigarros, o conhecidíssimo e global Doutor Dráuzio Varella, mostra como os malefícios do cigarro estão causando um rombo nos cofres públicos, na perda da qualidade de vida dos que fumam.

São raras e pouco aplicadas restrições à propaganda, que levam todos os anos milhares e milhares de jovens a experimentar, usar e se tornarem viciados.

O Dr. Dráuzio consegue usar e avaliar corretamente os adjetivos ilegal, imoral e injusto.

O Dr. Dráuzio Varella explica cada um deles e o resultado para a formação moral e degradação física dos fumantes.

Em determinado momento, ele explica que as alegações da indústria, de que a restrição à publicidade, fabricação e comercialização de cigarros deixaria milhares de indivíduos desempregados é falsa.

Ele explica que os gigantescos lucros auferidos no passado, no presente ainda por muitos anos, podem ser aplicados pela indústria do fumo em outras indústrias, utilizando a mesma mão de obra que for dispensada da indústria criminosa do fumo.

O Dr. Dráuzio afirma que é imoral sujeitar milhões de pessoas aos problemas de saúde causados, comprovadamente, pelo fumo com essa falsa alegação.

Temos milhares de médicos e articulistas como o Dr. Dráuzio,capazes, famosos e com acesso à mídia, que levam ao conhecimento de todos, tanto os malefícios, como as falsas alegações da indústria que só vislumbra o lucro.

Pouca gente levanta, entretanto, a bandeira da moralidade no que diz respeito à permanência ilegal e danosa ao meio ambiente, dos quiosques nas praias de todo o Brasil.

Minha Pátria é o Guarujá.

Minha obrigação é refutar as mentiras que andam de boca em boca (poucas bocas) de que a regularização da situação, com a retirada da maioria dos quiosques vai trazer desemprego a quem quer que seja.

Quem vê os quiosques nas areias de Guarujá, vendendo toda sorte de alimentos e bebidas da maneira como quase todos os quiosques vendem (as fotos deste site comprovam) sabe que Ilegalidade, imoralidade e injustiça estão presentes na relação dos quiosques com os seus funcionários sem registro, com os consumidores dessas comidas sem qualidade e com o poder constituído ao qual corrompem para se manterem nesse locais e praticando toda sorte de contravenções ao Código de Posturas e à Legislação estaduais e Federal.

A origem dos quiosques é ilegal e não pode ser legalizada.

Eles simplesmente foram dados para amigos dos governantes da época sem licitação.

Não tenho conhecimento de nenhum dos premiados com um quiosque que ainda esteja explorando o estabelecimento.

Abandonaram ou venderam para outros, que aumentaram a ilegalidade seja no tamanho físico gama de produtos que comercializam.

Cigarros, bebidas alcoólicas, comidas preparadas e, alguns supõem, até drogas e produtos de furto e roubo.

Certamente, existem pessoas honestas e de boa fé, mas nenhum inocente de boa fé que possa comprovar direitos sobre esses estabelecimentos.

Descaracterizados ao longo dos anos por reformas que os agigantaram, precisam hoje de horários não previstos para esse tipo de comércio, de música ao vivo, de renda extra para pagamento de previsíveis propinas que os mantenham nessa situação ilegal.

E o pior de tudo isso é que sujam e poluem as praias, impedem o uso Constitucional do espaço por todos os indivíduos, vociferam contra o poder constituído e se acham no direito de estar onde e como estão.

Numa ressaca, revolta do mar contra essa invasão, que destruiu vários quiosques, alguns chegaram a pleitear que a Prefeitura os reconstruísse.

Tenho notícias de que alguns chegaram a receber algum material. 

Como disse o Dr. J.R.Tucunduva Neto, no melhor artigo que eu já li sobre a situação dos quiosques (http://www.sosguaruja.com/2009/03/uauuu-90-quiosques-fotografados-na.html)

Falta coragem, mas alguém tem de tomar as medidas legais já exigidas pelo Poder Judiciário.

Nenhum cidadão honesto desta cidade deve se preocupar com a possível injustiça para com os atuais ocupantes dos quiosques.

Se eles tiverem a razão que acham que tem, certamente serão indenizados por ordem da Justiça que apregoam.

Isso sim é Legalidade, Moralidade e Justiça!

Nenhum comentário: