Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Comunidade tem muitas definições.


Poderia ser, um grupo social cujos membros ocupam uma área geopolítica determinada e compartilham interesses, valores e aspirações ou um conjunto politicamente organizado de indivíduos que por afinidade cultural, histórica, cultural, social etc., que estabelecem uma ligação baseada em objetivos comuns, independentemente de nacionalidade, cidade, bairro ou país de moradia.

A Comunidade Guarujá em Debate sugere, pelo seu nome, que seus membros debatam, em primeira instância, os problemas da cidade, buscando pela participação de cada membro, possível consenso para a solução dos problemas, fornecendo dessa forma subsídios, para que os responsáveis pelas áreas tomem efetivas providencias.

Muitos dos problemas discutidos na comunidade dizem respeito a problemas cujas soluções são únicas, indiscutíveis e que dependem exclusivamente da capacidade e da vontade dos representantes dos departamentos da prefeitura em mandar executar os serviços.

Esse é o caso, por exemplo, do lixo mal colocado nas vias publicas, mal recolhido pela empresa contratada e mal fiscalizado pelo órgão competente que deveria, quando constatada a infração, orientar, notificar, multar e finalmente encaminhar ao departamento jurídico para as medidas judiciais cabíveis.

O mesmo ocorre com os problemas da iluminação e dos buracos, fartamente denunciados na comunidade.

Ocorre que, em razão da falta de objetividade e de capacidade da mediadora, em conduzir os trabalhos da comunidade, perdemos no decorrer dos quatro ou cinco anos de existência, a maioria dos nomes expressivos que já postaram e debateram, com clareza, os problemas da cidade.

As últimas postagens desses participantes foram claras ao dizer que deixaram de participar ativamente uma vez que os rumos tomados por parte de alguns foram as ofensas, as acusações falsas, a falta de objetividade etc., que levaram a comunidade a não conseguir nenhum resultado objetivo e palpável.

Qual seria o passo seguinte após a denúncia e a constatação de um problema?

Entendo que seria o encaminhamento de denúncia ao Ministério Público, amparada pela representatividade de grande número de signatários e a manifestação pública organizada, pelas diversas formas conhecidas, tais quais reuniões, protestos, passeatas, envio de material para a imprensa e outras com a finalidade de pressionar o poder público a tomar as providencias solicitadas.

Isso nunca, ou poucas vezes aconteceu aqui.

Faz algum tempo, com o desenvolvimento de novas ferramentas para a divulgação na internet, surgiram com força os blogs.

Sua vantagem maior sobre as comunidades do Orkut foi a possibilidade de postar fotos e o espaço muito maior que permite colocar grandes textos, links, divulgação de patrocinadores e colaboradores, sem contar que não é preciso manter um perfil, verdadeiro ou não, para ler e postar em qualquer postagem.

A mediação é ferramenta de maior responsabilidade, seja na comunidade ou no blog, do que punir, impedir a participação ou expulsar qualquer membro.

Coordenar uma comunidade ou um blog não é para quem queira, é para quem possa conduzir seus membros à consecução dos seus objetivos.

Uma das obrigações da mediação é desincentivar o uso de meias palavras.

Meias palavras são no mínimo meias verdades

É um saco ficar lendo as meias palavras, colocações evasivas, acusações veladas e essas coisas de fofoqueiro.

Se você tem o que falar, diga logo ou, como diz o ditado, cale-se para sempre.

Se você não tem coragem para mostrar sua cara não pode ser levado a sério.

Qual é o compromisso do fake com a verdade?

Fake é falso! Sob qualquer ótica e o que ele diz ou escreve não pode ser levado a sério nem usado como prova ou matéria em nenhuma circunstância.

Quer fazer denúncia anônima disque denúncia e não encha o saco com meias palavras, meias verdades e total falta de coragem.

E isso não quer dizer que os Fakes não tem o seu papel.

Tem sim! A participação anônima, mas criteriosa pode ser útil, verdadeira e levar a verdade á luz do exame de todos na comunidade. Uma pitada de humor e sarcasmo também é interessante.

Não é o que tem se visto aqui na comunidade.

Alguns Fakes usam o anonimato para ofender e acusar sem provas outros participantes. Isso é inadmissível. Os participantes não estão em julgamento na comunidade, sejam eles quem forem, de qualquer partido, religião, cor ou opção sexual.

O que deve ser discutido são os problemas da cidade e não os participantes da comunidade.

A manifestação da opinião é livre e a propaganda de idéias deve ser permitida nos limites estabelecidos pela oportunidade e pela lógica.

Tenho postado nessa comunidade com esse intuito e divulgado o blog www.sosguaruja.com , pois todas as ferramentas legais devem ser usadas para pressionar o poder público a cumprir com as suas obrigações.

Finalmente, quero compartilhar com os integrantes da comunidade, que ignorar os ofensores é a melhor maneira de fazê-los entender a sua insignificância.

Sem platéia esses palhaços irão procurar seu público, muitos níveis abaixo dessa comunidade a que me orgulho de pertencer e da qual não reconheço qualquer dono ou dona.

A comunidade é dos participantes e são os participantes devem exigir uma mediação à altura, não fazendo como muitos munícipes da nossa cidade que lavam as mãos e deixam o barco correr.

Como se vê, corredeira abaixo!


(publicado neste blog em junho de 2009)

Nenhum comentário: