Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

SÓ PARA LEMBRAR! A legislação proibe vender alimentos nos quiosques e carrinhos de praia...


Guarujá registra surto de diarreia






O Guarujá, na Baixada Santista, está enfrentando um surto de diarreia. Da segunda quinzena de dezembro até esta semana, segundo a prefeitura da cidade, ao menos 1,5 mil pessoas procuraram prontos-socorros com sintomas como diarreia, vômito e fortes dores no corpo.


A médica e diretora da Vigilância em Saúde do Guarujá, Lídia Maria de Araújo Lima, afirma que as prováveis causas do surto são a contaminação da água e a ingestão de alimentos estragados, principalmente na orla da praia. "Geralmente no verão há um aumento de casos de diarreia por causa da circulação de vírus no ar e pelas condições climáticas, que propiciam a proliferação de micro-organismos nos alimentos", explica. "Se fosse a água do mar, o paciente apresentaria outro tipo de sintoma", diz.


Para o infectologista Caio Rosenthal, do Hospital Emílio Ribas, de São Paulo, a água que abastece o Guarujá pode estar contaminada com um agente causador da diarreia. "Provavelmente, é a água que está irrigando um certo bairro ou comunidade que está contaminada", afirma. De acordo com ele, um surto provocado por alimentos atingiria uma população menor, de até 50 pessoas.


A Vigilância em Saúde coletou água em dois locais na Praia de Pitangueiras. As amostras foram enviadas ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e o resultado deve sair neste mês.


Procurada, a Sabesp informou, por meio de nota, que "não há nenhum problema com a qualidade da água entregue no Guarujá". Segundo o texto, a água fornecida à população é potável e atende os padrões do Ministério da Saúde. Apesar de os municípios serem obrigados a notificar o ministério no caso de surto de diarreia, até ontem o governo federal não havia sido comunicado pela prefeitura.


ATENDIMENTOS


Segundo Lídia, todo o Guarujá enfrenta o problema, mas dois locais no centro, onde está a Praia de Pitangueiras, uma das mais badaladas, registram surto. No Pronto-Atendimento Médico, no centro, 500 pessoas foram atendidas entre o dia 30 e domingo, de acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura.


No vizinho Hospital Santo Amaro, que apesar de ser particular atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS), foram contabilizados cerca de mil atendimentos em 15 dias. A assessoria do hospital diz que na lista de atendidos às pressas está Ronald, filho do jogador Ronaldo, do Corinthians. A criança foi levada pela mãe, Milene Domingues, recebeu medicação e foi liberada em seguida.


Apesar de turistas relatarem casos pontuais de doenças diarreicas em Ubatuba e São Sebastião, as prefeituras não confirmam surtos.


Entenda


O que são: existem cerca de 250 doenças transmitidas pela água e por alimentos, entre elas cólera, febre tifoide, hepatite A e diferentes moléstias diarreicas. Elas podem ser causadas por vírus, bactérias, parasitas e toxinas. Entre 2000 e 2008 foram registrados, em média, 400 mil casos de doenças diarreicas por ano em SP


Sintomas: falta de apetite, náuseas, vômitos e diarreia, acompanhados ou não por febre


Forma de transmissão: pela ingestão de comida ou água contaminadas durante produção de um alimento ou no consumo, por meio de insetos (moscas, formigas, baratas), falta de higiene e má conservação


Quem pode contrair: crianças, idosos e pessoas imunodeprimidas, como portadores do HIV, são os mais suscetíveis


Surto: duas ou mais pessoas com doença semelhante após ingerir alimentos ou água da mesma origem. A notificação de alguns tipos de doença é compulsória e os surtos têm de ser informados ao Ministério da Saúde


Como agir: principalmente as doenças que geram diarreias tendem a curar espontaneamente, mas a gravidade da desidratação determina o curso da patologia. Por isso, pacientes com diarreia frequente devem procurar os serviços médicos. A hidratação em casa pode ser feita com água potável, sucos e com o soro caseiro. Casos graves exigem hidratação endovenosa no hospital


Como fazer o soro caseiro: lave as mãos. Em um copo de água filtrada ou fervida, acrescente um punhado de açúcar e uma pitada de três dedos de sal. Misture bem





Fonte: O Estado de S.Paulo

Nenhum comentário: