Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Repúdio pela falta de segurança


  • Repúdio pela falta de segurança‏


Venho através deste e-mail apresentar os mais sinceros votos de repúdio à segurança pública do litoral paulista, pois em visita a Praia Branca (Prainha) na Estrada Guarujá-Bertioga (próximo da Balsa da DERSA) neste final de semana (domingo, dia 08/01/2011) ao retornar ao meu veículo o deparei com o capô aberto, a bateria solta, a porta do carona arrombada, dois celulares furtados, além de objetos pessoais e R$130,00 em dinheiro, além disso outros seis veículos estavam na mesma situação, quando a viatura da Policia Militar chegou, eu e o proprietário de um outro veículo fomos apenas informados pelos policiais de uma maneira bem educada que "nada poderia ser feito, que é normal acontecer essas 'coisas', que a única coisa a ser feita era acessar o site da SSP/SP para registrar o Boletim de Ocorrência", enfim fiz isso e hoje recebi uma mensagem por e-mail que o carro deveria ter sido periciado e que o boletim deveria ter sido registrado em uma delegacia de policia. Ao solicitar este boletim, os policiais informaram que somente anotariam os nossos dados, pois somente faríamos parte das estatísticas!

Entre rádios automotivos, aparelhos de celulares, dinheiro, entre outros tantos objetos pessoais, carros foram "levados", e só temos um pedido de desculpas por nossos prejuízos, tive dois celulares levados por vagabundos, drogados, que agem na covardia e me senti extremamente ofendido e desprotegido, paguei R$12,40 (ida e volta) de balsa, consumi na praia, ou seja, movimentei a economia local e eu, minha esposa, filho e sobrinhos saímos "chupando o dedo", crianças que saíram assustadas depois de ver o absurdo que sofremos!

Sei que nada será feito, que os meus pertences não serão devolvidos, que continuarei sendo apenas mais um nas estatísticas, porém quero deixar aqui registrado o sentimento de fraco, pois nada tinha a fazer e hoje esses vagabundos estão protegidos pelos Direitos Humanos e pelas "estatísticas"
Prof. Luis Marcelo
Etnobiólogo
11.7223-2867
12.8138-7200
E-mail alternativo: marcelomarcondes@folha.com.br

Um comentário:

Anônimo disse...

Prezado Prof. Luis Marcelo,

Sinto muito pelo ocorrido, apesar de saber que essas palavras em nada adiantam. Seu repúdio espelha a real situação da cidade de guarujá, ou seja, prefeita; vice-prefeita; secretários e vereadores nada fazendo. O quadro se repete todos os anos. Cidade sem saneamento básico; esburacada; sem atendimento na área da saúde; iluminação precária; ruas sem asfalto, sem segurança, o caso da virose/surto repete ano a ano. Os políticos tem tempo hábil de trabalhar para impedir tudo isso. Não há um único banheiro na praia da enseada, e assim vai. Será que os políticos nunca ouviram falar em banheiro químico? Você não encontrará um único artigo positivo da prefeitura atual. Com certeza, a resposta virá em 2012.
Marcia