Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Travessia Santos-Guarujá



A Travessia Santos-Guarujá é um sistema de embarcações do tipo balsa que faz o transporte de pessoas e veículos entre os municípios deSantos e Guarujá, no litoral de São Paulo. 
O trajeto é feita em embarcações com capacidade para aproximadamente 40 veículos de passeio e operad
Travessia Santos-Guarujá
o pela Dersa. A distância de 400 metros entre os dois muncípios dura em média 7 minutos para ser percorrida.
Em 2010, o valor do pedágio para a travessia de pessoas é R$ 2,10 e para veículos de passeio é R$ 8,20.
A travessia por balsa se mostrou a forma mais viável de ligação entre Santos e Guarujá, visto que a construção de uma ponte era inviável devido ao grande número de embarcações que circulam no canal com destino ao Porto de Santos. 
Além disso, o trajeto terrestre, pela Rodovia Piaçagüera-Guarujá entre os dois municípios vizinhos é de 45 km e dura aproximadamente 50 minutos.
Hoje, é a travessia que possui o maior fluxo de veículos do mundo, com a quantia de aproximademente 25 mil veículos ao dia.
Há projetos do Governo do Estado de São Paulo para a desativação do sistema de balsas e a implementação de um túnel submerso, ou ponte ligando as duas cidades, visto que as embarcações operam atualmente no limite de sua capacidade. ao longo de 2009 foi decidido pelo então governo do Estado de São Paulo que a melhor opção seria a ponte, por diversos motivos, não tanto financeiros, mas pelo motivo turístico (incentivado pela beleza visual da Ponte Estaiada situada no Município de São Paulo). 
Outros fatores que fizeram o governo tomar essa decisão foram o suposto impacto ambiental que poderia ser maior no caso do túnel, e o custo de manutenção a longo prazo levando em conta a pressão da água sobre o solo acima do túnel. (tudo isso é muito discutivel, não a questão turistica, mas a questão economica, tanto de construção quanto de manutenção, e o impacto ambiental).
É importante lembrar também que o túnel se não fosse muito profundo limitaria a profundidade do canal do estuario que é utilizado pelos navios impedindo futuros aprofundamentos desse canal, que podem ser necessários conforme os navios aumentem de tamanho no futuro.

Nenhum comentário: