Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Prefeitura e ambulantes buscam solução sobre fritura nas areias


Guarujá
 
 
O encontro também serviu para apresentar a nova associação da categoria no Município
 
Achar um denominador comum. Esta é a palavra-chave que pautou a audiência da prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito, com 10 representantes da recém-criada Associação Eco-Praia dos Ambulantes de Guarujá (Aepag), na noite da última quarta-feira (8), em seu gabinete. A conversa girou em torno das novas adequações quanto ao uso de óleo nas frituras, utilizada nas areias das praias do Município.
 
A proibição de fritura na areia atende às solicitações feitas pela Promotoria de Justiça de Guarujá, em reunião ocorrida em março (referente ao Inquérito Civil nº 51/11, que visa orientar os ambulantes para o cumprimento do Código de Posturas do Guarujá – Lei Municipal 044/1998). Os ambulantes devem se adequar até julho, quando não será mais permitida a fritura de alimentos na faixa de areia, mas somente a comercialização deste tipo de alimento.
 
Recentemente, a Prefeitura ofereceu o curso “Boas Práticas na Manipulação de Alimentos” aos 700 ambulantes que atuam na Cidade, mas somente 34 pessoas participaram das aulas que aconteceram nos dias 30 e 31 de maio, em duas turmas.
 
Na audiência de quarta-feira (8), a prefeita Antonieta dialogou com a categoria sobre a proibição de fritura na areia. A chefe do Executivo os tranqüilizou recomendando que a Prefeitura e os ambulantes construam juntos alternativas para esta questão. “Temos uma necessidade ambiental e precisamos nos adequar, mas tudo será definido, em conjunto com os ambulantes. O que não podemos é deixar de tirar”, ressaltou.
 
Outra questão abordada pela Aepag, que está em funcionamento desde 4 de abril deste ano, foi a concessão de alvarás para os ambulantes, durante a temporada de verão. “Se você libera em excesso, inviabiliza o trabalho de quem já está trabalhando na Cidade”, disse a prefeita.
 
O presidente da Associação dos Ambulantes, Roberto Limirio de Brito, disse que a entidade possui três projetos que poderão ajudar a não contaminação das areias. “Precisamos apresentar ao Ministério Publico e provar que essas ideias são viáveis”, sugeriu.
 
Bandeira Azul – O selo internacional Bandeira Azul, conquistado pela Cidade para a Praia do Tombo, também foi abordado pela prefeita durante o encontro. “Estamos pleiteando outras praias de nossa Cidade para conquistarem o selo, pois é garantia de retorno turístico, principalmente, internacional”, afirmou. A prefeita finalizou dizendo que a Bandeira Azul não é um impeditivo para os ambulantes. “Ter um selo de qualidade não é punir, mas sim criar oportunidades”
 

PREFEITURA DE GUARUJÁ – Assessoria de Imagem e Comunicação Pública – Tel.: (13) 3308-7470

Nenhum comentário: