Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

sábado, 30 de julho de 2011

Para fiscalizar 94 mil veículos, Guarujá disponibiliza 18 agentes

Sábado, 30 de julho de 2011 - 22h49
Terceira maior frota da região


Simone Queirós

Créditos: Rogério Soares

Guarujá tem 18 agentes de trânsito para 94 mil veículos. Apesar do Município ter a maior frota da região (15%), tem apenas 4% dos 397 agentes da Baixada Santista – sem contar a Polícia Militar, que também auxilia nas operações de trânsito. 

São Vicente, que tem só dois mil veículos registrados a mais, tem no seu quadro 118 funcionários. Já Itanhaém, com 1/4 da frota guarujaense, tem praticamente a mesma quantidade de profissionais.

A Cidade pretende contratar mais agentes, mas ainda não prazo determinado para isso. O diretor de trânsito e transporte público de Guarujá, Wilson Caruso, informou que a Prefeitura estuda, dentro de suas limitações orçamentárias e do processo de implementação do plano de carreira do servidor, a realização de concurso público para a contratação de novos servidores para o setor.

Enquanto isso, assim como os demais municípios, a Cidade conta com o reforço da Polícia Militar por meio de convênio com o Governo do Estado. A Prefeitura repassa pró-labore a 200 militares mensalmente para esta função na Cidade. Além deles, há dois meses 15 Guardas Civis Municipais passaram a compor o Grupamento Especializado em Atuação no Trânsito (Geat).

Leia a matéria completa na edição deste domingo, em A Tribuna.

Internet terá mais peso do que a família na escolha do vereador


POR 

Milton Jung



Em pouco mais de um ano, o paulistano voltará a escolher o seu representante na Câmara Municipal de São Paulo e a internet irá influenciar – e muito – sua decisão. É o que se constata ao ler o estudo realizado pelo analista de pesquisa João Francisco Resende e a gerente de inteligência de mercado Juliana Sawaia, do Ibope. Os indícios e resultados apontados neste trabalho, que avaliou o comportamento do brasileiro na eleição de 2010, são claros ao mostrar o peso cada vez maior da internet na decisão do eleitor.
Um dos aspectos identificados, na comparação com o comportamento do eleitor em 2008, última vez que votamos para vereador, é que a conversa com parentes, amigos e colegas de trabalho deixou de ter influência para a decisão do voto. Enquanto, há três anos, 30% dos entrevistados disseram que foram atrás do palpite dos conhecidos, este índice caiu para 2%, em 2010. Já a internet que só influenciou o voto de 2% dos eleitores, em 2008, ano passado foi responsável pela escolha de 12%. Ou seja, o eleitor confia mais na internet do que na família para votar.
O estudo “Eleições no Brasil em 2010: comparando indicadores político-eleitorais em surveys e na internet”, do Ibope, analisou os resultados de intenção de voto e sua relação com o acesso e o uso da internet em 14 pesquisas de opinião divulgadas entre junho e outubro do ano passado. Observou-se, por exemplo, que cerca de 25% dos eleitores fazem uso da internet todos os dias, o que representa algo próximo de 27 milhões de brasileiros.
Dito isso, chega a hora de eu puxar a sardinha para o meu lado.
Há três anos, logo após a eleição municipal, fiz um convite aos paulistanos, através do programa CBN SP, que apresentei até o início deste ano, para que aproveitassem o embalo eleitoral e passassem a controlar o trabalho dos vereadores que elegeram ou escolhessem um dos eleitos para fiscalizar. Foi o que deu origem a rede Adote um Vereador que conta, atualmente, com 18 blogs, três sites e um jornal eletrônico, além de ter atuação presencial na Câmara Municipal de São Paulo assistindo às sessões de plenário, audiências públicas e comissões permanentes e especiais.
A fiscalização se estendeu a vida digital dos vereadores acompanhando o que eles publicam em seu perfil no Twitter e no Facebook, rede social na qual estão ao menos 30 dos 55 parlamentares. Perguntas e provocações são enviadas; sugestões, também. Alguns respondem, outros ignoram e há os que reclamam de volta. Por bem ou por mal, o cidadão interage com seu representante e o influencia.
Por menos valor que muitos deem ao trabalho do vereador, é preciso ter consciência de que as leis que regem nosso cotidiano são aprovadas lá na Câmara. E a sua qualidade de vida não pode ficar apenas nas mãos desses parlamentares, sem a sua interferência. Como se isto não bastasse, tudo é feito com o nosso dinheiro. E não é pouca coisa: o Orçamento da Câmara bate a casa dos R$ 310 milhões.
Ainda é tempo de você aderir a ideia. Veja quem são os vereadores da capital, escolha um deles pelo critério que lhe parecer mais justo e publique todas as informações que levantar sobre ele em um blog. Mande e-mail, tweet, telefone para o gabinete, procure saber o que ele anda fazendo (ou não anda), e compartilhe tudo isso pelas redes sociais. Não deixe de contar para que a gente possa incluir seu blog nessa rede.
Tudo leva a crer que estas informações fornecidas pelo olhar crítico do cidadão serão fontes consultadas pelos eleitores, no ano que vem. É muito provável que ao colocar o nome do seu candidato em qualquer serviço de busca, você passará por alguns dos blogs e sites do Adote um Vereador.
Além disso, tenha certeza de que o volume de dados na internet para colaborar na sua escolha será ainda maior do que nos anos anteriores. Não bastassem os trabalhos de ONGs e outras entidades como a Rede Nossa São Paulo, o Movimento Voto Consciente e a Transparência Brasil, hoje é possível, por exemplo, saber pelo próprio site da Câmara, como o vereador gasta o seu dinheiro no gabinete dele, quais as propostas que apresentou nos quatro anos de legislatura, como foi sua presença em plenário, nas comissões e audiências públicas, e como ele votou em cada um dos projetos de lei – assim pode-se analisar a coerência entre o que promete e o que faz, por exemplo.
Participe do Adote um Vereador e ajude a cidade a votar melhor. O eleitor, sob a influência da internet, tende a qualificar o seu voto, permitindo uma seleção melhor dos nossos representantes. É a minha esperança.


http://colunas.epocasp.globo.com/adotesp/2011/07/28/internet-tera-mais-peso-do-que-a-familia-na-escolha-do-vereador/

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Aos 7 anos, candidata do Guarujá é eleita Mini Miss Brasil 2011

Representantes de Santa Catarina e Paraná venceram em outras categorias.

Miss Brasil Infantil ocorreu neste sábado (23), em Balneário Camboriú (SC).

Do G1, em São Paulo
Aos 7 anos, a candidata Ana Clara Coelho dos Santos, do Guarujá (SP), venceu o concurso Miss Brasil Infantil na categoria Mini Miss, neste sábado (23), em Balneário Camboriú (SC). A disputa ocorreu ainda nas categorias Infantil, vencida por Vitória Gaelzer, 9 anos, de Santa Catarina; e Pré-Teen, vencida por Wendisley da Silva, 13 anos, do Paraná.
Miss Brasil Infantil (Foto: Divulgação/Danilo D'Ávila Eventos)As vencedoras Wendisley da Silva, Ana Clara dos Santos e Vitória Gaelzer (Foto: Octávio D'Ávila e Marcelle Marques/Danilo D'Ávila Eventos)
O concurso ocorre anualmente nas categorias Mini Miss Brasil (de 5 a 7 anos), Miss Brasil Infantil (de 8 a 10 anos) e Pré-Teen do Brasil (de 11 a 13 anos). As vencedoras irão representar o Brasil no concurso internacional Little Miss Nations 2011, que ocorre em agosto, em Curitiba. As meninas também serão indicadas brasileiras ao Miss Mundo Infantil e Mini Universo.
“Desde o momento em que as candidatas chegaram à cidade, dias antes da final, elas passaram por diversos ensaios e reuniões para conhecer a programação do concurso”, diz aoG1 o organizador Danilo D’Ávila.
No dia da grande final, as candidatas desfilaram em trajes de gala e típico. “Como estamos tratando de crianças, elas foram avaliadas no conjunto. Os jurados observaram, principalmente, os quesitos simpatia, desenvoltura na passarela e descontração”, afirma D’Ávila.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Ladrão fotografado pela vítima em Guarujá é capturado na Bahia graças à tecnologia,internet e fotografia



Quarta-feira, 27 de julho de 2011 - 21h09
Polícia


Eduardo Velozo Fuccia

Créditos: Divulgação

O ladrão que foi fotografado pela vítima no exato momento em que tentava assaltá-la nas imediações do túnel da Vila Zilda, em Guarujá, foi capturado pela Polícia Civil baiana.

Naquele estado do Nordeste, Paulo Ronaldo da Silva Gomes, de 22 anos, foi indiciado pelo roubo de um moto Honda CG Titan. Segundo o rapaz, ele cometeu esse crime junto com Eduardo Leite dos Santos, o Dudu.

Graças à foto em que aparece armado com um revólver calibre 32 tentando assaltar um motorista, Paulo Ronaldo foi identificado e detido em maio deste ano pela equipe do investigador Paulo Carvalhal, da Delegacia de Guarujá.

No entanto, como não houve flagrante, o acusado foi indiciado e liberado.
Posteriormente, outros roubos contra motoristas nas imediações do túnel da Vila Zilda foram elucidados, sendo Paulo Ronaldo reconhecido como um dos envolvidos.

A reincidência de assaltos fez a Justiça decretar a prisão preventiva do acusado. Porém, desde então, ele não foi mais localizado em Guarujá, porque fugiu para o município baiano de Casa Nova.

O caso que tornou Paulo Ronaldo nacionalmente conhecido, porque a foto na qual aparece armado e tentando assaltar um motorista se difundiu pela internet, a partir do site de A Tribuna Digital, ocorreu no início de maio.

Localizado agora na Bahia, onde voltou a delinquir, conforme admitiu a policiais civis, Paulo Ronaldo novamente seria posto em liberdade após o seu formal indiciamento pelo roubo da moto.

Porém, desta vez, recai contra ele mandado de prisão pelos crimes cometidos em Guarujá, razão pela qual ficou encarcerado. Diante da confissão do roubo da moto, a equipe do delegado Rogério Sá Medrado também deteve Dudu.

Os policiais de Casa Nova se dirigiram até a moradia de Dudu, que tentou fugir, mas foi alcançado. O rapaz dispensou no quintal um revólver calibre 38 municiado com cinco balas. Os agentes apreenderam a arma.

Em relação à moto roubada, a dupla contou que a deixou na residência de um marginal apelidado por Nenzinho para que lá ela fosse desmontada e tivesse as peças vendidas.

Nenzinho permanece foragido, mas em sua casa havia peças de outros veículos supostamente tomados de assalto. A procedência de todo material é apurada.
Sobre a Titan, apenas o seu quadro foi recuperado em um matagal.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

ANP, PMG e Força-tarefa apreendem botijões de gás em Guarujá

Durante operação de combate à venda ilegal de gás liquefeito de petróleo (GLP), realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), com o apoio da Prefeitura de Guarujá e da Força-tarefa, na terça-feira (26), foram apreendidos 33 botijões de gás de cozinha, que estavam armazenados em três estabelecimentos (um no bairro Morrinhos e dois na Enseada).
 
Ambos os locais funcionavam como revenda ilegal de gás de cozinha, produto que tem sua comercialização controlada pelo Governo Federal. Na ocasião, foram expedidas três autuações aos comerciantes infratores.
 
Cada estabelecimento terá 15 dias a partir do recebimento da notificação para apresentar defesa junto à ANP. Caso não obtenham sucesso na empreitada, receberão multa de R$ 50 mil cada um.
 
O não pagamento da multa acarreta na inscrição dos comerciantes e seus estabelecimentos na Dívida Ativa da União.
 

PREFEITURA DE GUARUJÁ – Assessoria de Imagem e Comunicação Pública – Tel.: (13) 3308-7470

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Reclamação- Escola Narducci

Fui vacina meu filho na Escola Narducci e o páteo estava cheio de pombos estou preocupada porque minha filha de 8 anos estuda la na parte da tarde e dizem por ai que pombo é um rato de asas,  e as pilastras estão cheias de coco de pombo, isto é um caso muito sério como vão ficar nossas crianças ? 


Mãe de aluno...

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Prefeita de Guarujá é acusada de fazer propaganda pessoal com dinheiro público

Sexta-feira, 22 de julho de 2011 - 19h38
Novo processo

Simone Queirós


Créditos: Rogério Soares
Fachada de Unidade Básica de Saúde, em Guarujá, utiliza as mesmas cores da campanha da prefeita

Munícipes de Guarujá viram o logotipo do Diário Oficial do Município mudar de cor duas vezes nos últimos dias. 
Foi do verde para o amarelo - que na impressão acabou ficando cor de laranja, e no dia 
O fato chamou a atenção porque a mudança não foi alusiva a algum acontecimento da Cidade. Foi motivada por uma ação civil pública que tramita na 1ª Vara Cível da Cidade.
O promotor André Luiz dos Santos, da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Guarujá, está questionando as cores utilizadas pela Prefeitura em bens públicos, nos adesivos de veículos e em todas as formas de comunicação ou propagandas institucionais que levam as cores laranja e verde – as mesmas que foram utilizadas pela prefeita Maria Antonieta de Brito durante a campanha ao Paço Municipal, em 2008.Na visão do Ministério Público Estadual, trata-se de propaganda pessoal com dinheiro público. 

Não é a primeira vez que Antonieta é alvo de uma ação assim. 

Um outro processo pelo mesmo motivo tem como base dois eventos aos quais o nome da prefeita foi vinculado à propaganda institucional.Desta vez, tudo começou com uma ação popular proposta pelo advogado Sidnei Aranha questionando a utilização das cores. Isso motivou a instauração do Inquérito Civil 21/11 por parte do Ministério Público, que culminou com uma Recomendação à prefeita no mês passado. 
Nela, o promotor pedia a suspensão das pinturas em prédio público e da confecção de materiais institucionais nas cores verde e laranja. Em vez destas, ele solicitou a utilização das 
cores da bandeira oficial de Guarujá.
 Além disso, foi pedida a apresentação de todos os gastos com os serviços e um cronograma para a devolução do dinheiro e substituição das cores dos prédios – o que deveria ser feito até junho de 2012.Como não houve retorno dentro do prazo dado pelo Ministério Público, de 10 dias úteis, a Promotoria formulou a ação por improbidade administrativa.
Prefeitura
A Prefeitura de Guarujá respondeu, por meio de nota, que a Legislação Municipal define somente as cores e padrões da Bandeira e do Brasão da Cidade. “Não há referência legal quanto às demais cores utilizadas pela Prefeitura de Guarujá.
Atendendo à recomendação do Ministério Público, que discute o assunto através de ação civil, a Administração Municipal adotou cores distintas do verde em sua logomarca, nas peças publicitárias e no Diário Oficial”



ATribunadeSantos   http://www.atribuna.com.br/noticias.asp?idnoticia=105252&idDepartamento=5&idCategoria=0

Operação Verão rende processo em Guarujá


Sexta-feira, 22 de julho de 2011 - 07h04
Improbidade administrativa

Operação Verão rende processo em Guarujá

Simone Queirós




O Ministério Público Estadual está processando a prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB) e dois diretores da Prefeitura de Guarujá por suspeita de fraude no contrato com um hotel durante a Operação Verão 2009/2010. A Ação Civil Pública foi recebida na última terça-feira e tramita na 1ª Vara Cível da Cidade. 


> Sobre essas acusações, no que você acredita? Opine na enquete

A Administração Municipal pagou R$ 430.015,70 ao Hotel Morada do Mar, vencedor da licitação na época. O valor é referente a 4.420 diárias utilizadas pelos policiais que vieram reforçar a segurança em Guarujá entre dezembro de 2009 e fevereiro do ano passado. Porém, diligências realizadas pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público constataram que o número de diárias pagas não corresponde às efetivamente utilizadas.

Com base em documentos encaminhados pelas polícias Civil, Militar e Rodoviária, o Ministério Público chegou ao total de 2.266 diárias utilizadas pela corporação. Mas conforme o controle das diárias fornecidas pelo hotel, teriam sido 2.787. 


“Ainda que a quantidade certa seja a maior  comprovada, isto é, as 2.787 diárias informadas pela empresa ré, mesmo assim persistiria uma grande diferença não justificada se comparada à quantidade apontada no documento fiscal”, afirma na ação o promotor André Luiz dos Santos. Ou seja: saíram dos cofres públicos pelo menos R$ 153.433,82 acima do que deveria realmente ter sido gasto, já que cada diária custava R$ 99,24.

As irregularidades foram investigadas por meio de um inquérito civil instaurado ainda em fevereiro do ano passado, durante a operação. Mesmo assim, no final de março de 2010, foi efetuado o pagamento “eivado de nulidade” e “lesivo aos cofres públicos”, conforme consta nos autos.



Por isso, além do hotel e da prefeita, André Luiz promoveu a ação contra dois diretores do governo: Hélio José Bittencourt Ribeiro e Heronício Cosmo da Silva. Um atestou o recebimento e o outro ordenou a despesa.

“A ré Antonieta contribuiu para o dano, ao menos com culpa grave, pois mesmo depois do inquérito não se preocupou em saber sobre a legalidade das despesas com a Operação Verão. E, com isto, deixou de observar se os funcionários Hélio e Heronício, ocupantes de cargos de direção (confiança), obedeciam a legislação”. 


Consequências

Na ação por ato de improbidade administrativa há o pedido de liminar para a indisponibilidade dos bens dos acusados. O promotor pede ainda o ressarcimento integral do dano; perda da função pública; suspensão dos direitos políticos por oito anos; pagamento de multa civil de duas vezes o valor do dano (consistente nos pagamentos por serviços não prestados); proibição de contratar com o Poder Público ou perceber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, por cinco anos. 


Prefeitura rebate os números do MP

A Prefeitura de Guarujá informou, por meio de nota, que ainda não foi notificada sobre a ação. Entretanto, ressalta que, além dos policiais militares, ficaram hospedados no hotel policiais femininas, oficiais, agentes da corregedoria e delegados, que são acomodados em quartos diferenciados por conta de suas funções.

“O Ministério Público está considerando as diárias por voucher emitido, ou seja, entrada individual, e não pela acomodação (classificação do quarto) cedida pelo hotel, que dispõe de quartos duplos e triplos.

Um exemplo é o caso dos oficiais e delegados, que se hospedaram em quartos triplos. Cada unidade foi ocupada por apenas um destes oficiais, contudo o hotel cobra a diária de três hóspedes por conta da acomodação do quarto”.

A Administração complementa ainda que “quando a Prefeitura contrata um hotel para atender os policiais da Operação Verão, trabalha com o bloqueio das vagas do estabelecimento, ficando aquele hotel exclusivo para atender as polícias Militar e Civil. Muitas vezes, o número de oficiais e delegados não atinge a capacidade máxima do hotel”.

Os servidores Hélio José Bittencourt e Heronício Cosmo da Silva exerciam, naquele período, os respectivos cargos de diretor de Ação Comunitária e diretor de Finanças.

Hotel

Procurada por A Tribuna, a proprietária do Hotel Morada do Mar, Lara Metsu, se mostrou surpresa com a ação civil pública. Ela afirma que, há algum tempo, realmente respondeu a um questionamento sobre as diárias durante a Operação Verão. Porém, não imaginava que culminaria nessa conclusão do Ministério Público.

“O que eu imagino que pode ter acontecido é que alguns delegados não queriam compartilhar o mesmo quarto com outros policiais. Por isso, às vezes eles estavam sozinhos, mas em um quarto reservado para duas ou mais pessoas. Só posso imaginar que isso talvez tenha dado essa diferença”.

Lara diz que aguardará ser chamada pela Justiça para responder aos questionamentos e apresentar provas. “Vou aguardar o andamento do processo, contratar um advogado. Isso nunca me aconteceu antes, nem sei o que esperar disso. Mas o que posso dizer é que só foi pago o que realmente foi consumido”.




Jornal a Tribuna de Santos http://www.atribuna.com.br/noticias.asp?idnoticia=105094&idDepartamento=5&idCategoria=0


Barracas de praias do Guarujá proibidas de fazer frituras tentam conseguir espaço no calçadão para mais ilegalidades.

CLIQUE NA FOTO PARA AMPLIAR

clique na foto para ampliar

Segundo o artigo publicado hoje dia 21 de julho de 2.011 no Diário do Litoral os barraqueiros das praias do Guarujá, tentam conseguir junto à Prefeita autorização para construções fixas no calçadão e continuar a vender frituras.
Espera-se que o bom senso da prefeita e a correta informação do seu departamento jurídico não permitam mais essa aberração que se pretende. 
Alem de obstruir a visão da praia essas construções seriam mais entraves na futura transferência dos quiosques para o calçadão o que já está determinado pelo Ministério Público e só aguarda a execução pela prefeitura.
Leia com atenção toda a reportagem do Diário e proteste contra mais essa ilegalidade que poderia ocorrer. 
Note que o jornal informa que cerca de 700 pessoas trabalham com fritura nessas barracas. Essa alegação, se verdadeira é a prova que se precisa para que a Justiça do Trabalho verifique em que condições esse trabalho é feito.
Essas barracas não dispõe de água, esgoto nem banheiros. Como poderiam manter empregados registrados de acordo com a legislação?
É bom todos ficarmos atentos pois o Guarujá está parecendo terra de ninguém...

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Moradores Santa Cruz dos Navegantes pintam fachadas das casas



Domingo, 17 de julho de 2011 - 20h07
Novas cores

Moradores Santa Cruz dos Navegantes pintam fachadas das casas De A Tribuna On-line



Créditos: Adalberto Marques

























Quem lançar os olhos da Ponta da Praia em direção a Santa Cruz dos Navegantes, em Guarujá, do outro lado do canal do estuário, vai notar algo diferente. 
Graças ao esforço da própria comunidade e de voluntários, que resolveram encher o bairro de cor.


Uma ação idealizada pelo artista plástico Alexandre Huber, chamada Santa Cruz em Cores, prevê a pintura das fachadas das casas na orla do bairro, na entrada do estuário.
Os trabalhos começaram neste domingo, com um mutirão de pintura das casas. Pouco a pouco, a paisagem foi se transformando, como um quadro vivo em forma de bairro.Mais que deixar a paisagem mais bonita, o objetivo é elevar a auto-estima dos moradores, segundo os organizadores. Deixaram de ser pintadas apenas as casas de quem não concordou com a ação ou aquelas que precisavam de melhor acabamento antes de receberem tinta.
Alguns meses se passaram desde o início do trabalho, que começou com a escolha das cores que cada casa teria. 
Os habitantes de Santa Cruz dos Navegantes apontaram seus gostos, mas também houve o toque do artista.
Os próprios donos das casas têm consciência de que esse gesto muda muito a imagem do lugar. 
“Vai ficar bom, vai dar um outro visual. 
Antes não era bonito, não”, diz o marinheiro José Carlos da Silva, entre uma mão de tinta e outra na fachada de sua casa