Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Agente da Fundação Casa é assassinado a tiros em Guarujá


Eduardo Velozo Fuccia
Agente de apoio socioeducativo da Fundação Casa, em Guarujá, Josiel Souza Ferreira, de 30 anos, foi assassinado com dois tiros na cabeça e um no braço direito, por volta das 23 horas de quarta-feira, em Vicente de Carvalho. Segundo a sua família, ele era evangélico e retornava de um culto.

Execução sumária, relacionada ou não com o cargo da vítima, e tentativa de roubo são hipóteses investigadas pela Polícia Civil. No momento do crime, o agente da Fundação Casa pilotava uma Honda CBX 250 Twister, modelo de moto bastante cobiçado pelos ladrões.

O assassinato ocorreu na Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, no Jardim Boa Esperança. Acionados por meio de um telefonema anônimo ao número 190, do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), patrulheiros se depararam com Josiel já sem vida.

O corpo do agente estava caído ao lado da Twister. Josiel usava um capacete e outro equipamento de segurança do gênero se encontrava preso à moto, que aparentemente estava intacta e foi entregue a uma irmã do funcionário da Fundação Casa.

A delegada Juliana Buck Gianini estava de plantão na Delegacia de Guarujá e compareceu ao local do crime com a sua equipe e peritos. Três cápsulas deflagradas de pistola calibre 380 foram arrecadadas perto do corpo e poderão ser úteis no esclarecimento do caso.

Testemunhas não foram localizadas durante o atendimento da ocorrência, mas investigações são realizadas para identificar quem eventualmente tenha presenciado a morte de Josiel. Policiais da Delegacia e do 1º DP de Guarujá apuram o homicídio. 

Casado e com uma filha de 4 anos, o agente de apoio socioeducativo residia na periferia de Guarujá e será sepultado hoje, às 10 horas, no Cemitério da Vila Júlia. A sua mãe viajava à Paraíba e, após ser avisada sobre o crime, retornou ontem de avião a São Paulo para acompanhar o velório e o enterro.

2 comentários:

Clayton Calixto disse...

Quando leio uma reportagem como esta fico indignado porque mais um pai de família que é morto na mão de um bandido, as autoridades e políticos precisam acordar e dar ao Agente da Fundação Casa o mesmo salário e as mesmas condições de trabalho dos Agentes Penitenciários e Policiais em Geral, em se tratando também de um profissão de risco, os Agentes nem sequer possuem autorização para portar armas e são alvos fáceis para os adolescentes infratores ao serem reconhecidos nas ruas ou até mesmo em companhia de familiares, peço a DEUS que um dia estes profissionais tenham melhores condições de trabalho e possam ser mais valorizados, senão um dia quem será o super herói a fazer este concurso. desculpe o desabafo,parabéns aos funcionários da Fundação Casa a Sociedade precisa de vocês obrigado.

CLAYTON CALIXTO disse...

EU IMAGINO O DIA A DIA DE UM AGENTE DA FUNDAÇÃO CASA QUE É MAL REMUNERADO,CORRE O RISCO DE TOMAR UMA BALA NA CARA,PÉSSIMO AMBIENTE DE TRABALHO E NÃO POSSUEM PORTE DE ARMA, EU ACHO QUE AS AUTORIDADES E POLÍTICOS PENSAM QUE OS AGENTES QUE FAZEM ESTE CONCURSO SÃO SUPER-HERÓIS E NÃO TEM FAMÍLIA PARA CUIDAR.