Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Brucutus e educadores -Valdir Dias


Há semelhanças e diferenças, entre o que fazem as autoridades nas diferentes esferas de governo. Nesta semana, em Brasília, o Governo Federal se esforçava para agradar o mercado com medidas de incentivo à economia, enquanto em algumas cidades os governantes se debruçavam sobre números e verdades reveladas pelo índice que mede o desempenho da educação básica, o Ideb.
É grave a situação da economia nacional. Caso não encontre uma saída financeira engenhosa ou não se modernize o suficiente, para criar a estrutura necessária e enfrentar a constante ameaça de crises mundiais, o país corre o risco de se estagnar, apesar de toda a pujança e capacidade de crescimento.
Antes de ser uma economia baseada em matérias primas, devemos conjugar o verbo do valor agregado, adicionando riquezas sólidas e não somente capitais. Mas, e se o ensino falhar e as gerações futuras não tiverem as condições necessárias para tocar adiante este projeto de mundo feliz que projetamos para nossos filhos?
De pouco adiantará galgar degraus na economia mundial, se não abrirmos os caminhos necessários para que os dias sejam de sol daqui para frente. Já deveríamos ter ultrapassado este ciclo, entendendo de uma vez por todas que não há esperança de nos transformarmos em potência, sem a perspectiva de melhorias no conceito educação.
Porém, todo esse raciocínio só é válido se, de fato, as autoridades estiverem, nesse momento, em suas cidades, se debruçando sobre os números e os dados revelados pela estatística do Ministério da Educação, buscando fórmulas capazes de reverter uma tendência que é negativa. E ponto.
Caso a preferência seja por contestar a informação, deixando de assumir a parcela de responsabilidade que lhes cabe por este processo, estaremos dando murros em pontas de faca, feito brucutus, exibindo uma força inútil nesse mundo de oportunidades que se abre à nossa frente. Mas, para isso precisamos aprender, com o professor, a abrir a mente.

Valdir Dias
Jornalista

Nenhum comentário: