Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

sexta-feira, 26 de abril de 2013


por Gilmar Alves Jr.


Uma saga criminosa cujo principal objetivo era o assassinato de uma liderança no tráfico de drogas – o que não ocorreu – ocasionou em três duplas tentativas de homicídio entre os dias 13 e 15 deste mês, em Guarujá. Na tarde de ontem, a Polícia Civil divulgou o esclarecimento dos casos e as prisões dos três acusados. São eles o soldado da Polícia Militar Peterson Campos Silva, de 32 anos, lotado no 6º BPM/I (Santos), e os seguranças Jefferson Luis Paulo de Oliveira, de 31 anos, e Jefferson Teixeira Silva, de 24.
A pedido da Delegacia Sede de Guarujá, os três acusados tiveram as prisões temporárias por 30 dias decretadas pela 1ª Vara Criminal de Guarujá. O soldado e o segurança Jefferson Luis foram capturados na última sexta-feira, enquanto Jefferson Teixeira foi preso na manhã de ontem.
De acordo com a Polícia Civil, três reconhecimentos do trio já foram positivos.
A primeira dupla tentativa de homicídio atribuída ao trio ocorreu às 5 horas do dia 13 na Avenida Brasil, na Vila Edna. Um balconista de 16 anos e um rapaz de 23 foram as vítimas. Para os investigadores, esse crime ocorreu para atrair as atenções de policiais militares em serviço para aquele local, enquanto o trio seguiu ao bairro Santo Antônio, na tentativa de eliminar, o alvo principal, um traficante conhecido como Nonô.
O traficante não foi encontrado pelo trio, mas dois rapazes, ambos de 24 anos, acabaram baleados na Alameda das Violetas. Esse crime ocorreu 20 minutos após o ataque na Vila Edna.
Na madrugada do dia 15, às 3h20, novamente, segundo a polícia, o trio voltou a atacar visando o assassinato de Nonô. Nessa madrugada, na Alameda das Violetas, acabaram baleados um estivador de 25 anos e um ajudante de 35.
Segundo o delegado titular de Guarujá, Cláudio Rossi, está sendo apurada a eventual participação dos acusados em outros atentados a tiros cometidos no Município.
Seguranças sendo apresentados ontem à tarde, nas dependências da Delegacia Sede de Guarujá (Foto: Matheus Tagé/DL)
Seguranças sendo apresentados ontem à tarde, nas dependências da Delegacia Sede de Guarujá (Foto: Matheus Tagé/DL)

Apreensões
Na moradia do segurança Jefferson Luis, os investigadores, chefiados por Paulo Carvalhal, apreenderam uma pistola de calibre 380, munições, carregadores, telefones celulares, um colete da Polícia Militar, uma arma de brinquedo e duas toucas ivanhoé.
Jefferson Luis foi o único dos acusados a se manifestar sobre os crimes.

Nenhum comentário: