Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Por fora bela viola...

As reclamações a respeito dos buracos nas ruas, do lixo espalhado e mal recolhido que entope os bueiros e impede a vazão das águas pluviais, dos mendigos urinado e defecando em cada canto das calçadas têm sido algumas das muitas reclamações dos moradores do Guarujá e dos visitantes que fazem coro no desagrado com a política de baixo nível que deveria administrar a cidade mas só pensa em administrar as próprias vantagens.

 Há alguns bastiões das sociedades de outras cidades, como as sociedades de servir, clubes e associações de comerciantes, que por aqui são ou foram dirigidas por incompetentes e conhecidos puxa sacos que governo após governo dão apoio a prefeitos que fazem da cidade quintal da própria casa.
Nanicas, algumas associações trocam seus presidentes e diretores que se contentam e ser fotografados e aparecer nas muitas “colunas sociais” da cidade. Algumas parecem, pela qualidade das fotos e pela feiura dos homenageados, verdadeiros terreiros onde se oferece o sacrifício de animais.
Salvo honrosas exceções, que não nomearei para não incorrer em erro, clubes e associações de servir fazem cortesia com chapéu alheio e fazem festas e churrascos onde o presidente é anfitrião e os comensais são conhecidos aproveitadores da pseudo benemerência.
Há clubes que nem por fora são “bela viola”. Quem olha a fachada mal cuidada com faixas velhas e sujas, ao arrepio da lei, pode imaginar que por dentro não vai encontrar nada melhor.
Há um clube na cidade que fez da área de embarque e desembarque dos passageiros de veículos que são deixadas à sua porta, estacionamento para motos e bicicletas.
O resultado é a parada em fila dupla que é ilegal,prejudica o trânsito, tira a segurança desse desembarque, arrisca a integridade física e subverte a finalidade do espaço.
Por fora, nem bela viola, lá dentro, churrasco semanal para a panela bolorenta.

sábado, 18 de maio de 2013

Lixo nas ruas do Guarujá


Alguém precisa ser responsabilizado por esse lixo que todos os dias fica nessa esquina. Como agravante temos o péssimo exemplo dado aos jovens em formação.Isso é uma vergonha e não é de hoje. Compartilhe para tentarmos resolver alguns problemas da cidade que cai diariamente no conceito de moradores e visitantes. Reclame agora para não sofrer ainda mais com o descaso de estabelecimentos e moradores relapsos, sem contar com as autoridades omissas.




É de a natureza humana acomodar-se, às vezes, em zonas de conforto, o que impede ou dificulta o desenvolvimento e o progresso, sem falar que a gente deixa de reclamar das coisas erradas, das coisas que poderiam ser bem feitas e dos mal feitos de pessoas bem ou mal intencionadas.
As pessoas mal intencionadas são malevolentes e pouco se importam com os outros. Dessas, o melhor é manter prudente distância.
Difícil é quando encontramos pessoas boas, com boas intenções e que ainda assim conduzem mal aquilo que administram.
Seja porque não sabem ou porque não são avisados, comerciantes e síndicos de muitos prédios da cidade permitem que seu lixo seja colocado à porta em horários impróprios e o que é pior, com embalagens impróprias ou nem embalados.
Uma cartilha explicando a legislação, horários de coleta e fiscalização eficiente seriam suficientes para resolver a maior parte dos grandes problemas e certamente, os pequenos seriam também resolvidos por conta da ação.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Projeto Orla conclui discussões e ações do Plano de Gestão Integrada Posteriormente, o Plano será encaminhado à Comissão Técnica Estadual e Ministério do Meio Ambiente

O Comitê Provisório do Projeto Orla em Guarujá realizou na última semana, a 13ª reunião ordinária que marcou o encerramento das rodadas de discussões, sobre as ações e prazos que irão compor o Plano de Gestão Integrada da Orla de Guarujá (PGI). O documento será encaminhado à Comissão Técnica Estadual, que faz parte da Secretaria Estadual do Meio Ambiente onde será analisado e enviado para a Diretoria do Gerenciamento Costeiro do Ministério do Meio Ambiente.

 
“Após a aprovação desses dois órgãos, vamos fazer uma audiência pública e apresentar o projeto à sociedade para validação. Foi um processo bastante participativo e esperamos que ocorra o mesmo, na audiência pública que irá validar todo o trabalho”, afirmou a presidente do comitê provisório do Projeto Orla e secretária adjunta de Turismo, Eunice Grotzinger .
 
O Projeto Orla faz parte do Programa Nacional de Gerenciamento Costeiro (lei nº 7.661/88 e decreto nº 5.300/2004), sendo uma ação do Governo Federal, por meio dos Ministérios de Planejamento e de Meio Ambiente. Conta ainda com o apoio do Governo do Estado de SãoPaulo, através do Grupo Integrado de Gerenciamento Costeiro.
 
O projeto articula as políticas patrimonial, urbanística e socioambiental, visando orientar quanto ao uso dos recursos naturais existentes na zona costeira, associado ao desenvolvimento sustentável. Também oferece oportunidades, para que a sociedade se manifeste e conquiste a garantia de acesso ao patrimônio natural de todos os brasileiros.
 
Em Guarujá, o Projeto Orla teve início em 2010 com a adesão ao Programa Federal. Posteriormente, ocorreram três oficinas de mobilização e capacitação dos atores, que discutiram os problemas da orla realizando um diagnóstico e traçando os cenários futuros desejados. Com base no diagnóstico foram elencadas ações que farão parte do Plano.
 
Após o término das oficinas, a Prefeitura julgou pertinente ampliar o debate democrático dando continuidade ao processo participativo de formatação do PGI. Isso a ser feito através da validação das ações e prazos, por sete grupos de trabalho que discutiram, detalhadamente, o que será implementado.
 

PREFEITURA DE GUARUJÁ – Assessoria de Imagem e Comunicação Pública - Tel.: (13) 3308-7470
Jornalista responsável: Meilin Neves (MTb.: 48.560) – Redator Marcos Miguel França (MTb. 16.072)
16 de maio de 2013 – Turismo - Projeto Orla conclui discussões e ações do Plano de Gestão Integrada
e-mail: imprensa@guaruja.sp.gov.br

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Vereador fiscaliza vereador na Câmara de Guarujá Valdemir Batista, o Val (PSB), quer cópia de todos os contratos do Legislativo de Guarujá na última e na atual legislatura


por Carlos Ratton

Um caso curioso está acontecendo em Guarujá, município em que a política possui histórico de escândalos e violência. 
Baseado na nova Lei da Transparência, o vereador e advogado Valdemir Batista Santana, o Val (PSB), entrou com um pedido administrativo na própria Câmara de Vereadores (onde atua) solicitando todos os contratos feitos pela Casa na última e na atual legislatura. 
Val disse ontem que, se necessário, vai apelar ao Judiciário uma cópia dos documentos públicos.

Semana passada, um requerimento com o mesmo teor foi lido em plenário e negado pela maioria dos vereadores. “Só quem votou pela aprovação foi o vereador Edilson Dias (PT)”, afirma o parlamentar, desconfiado dos contratos envolvendo a reforma da Casa e a aquisição e manutenção dos serviços de informática.

Em fevereiro deste ano, sob o título “Esse arquivo é um luxo”, o Diário do Litoral já havia revelado que a Câmara de Guarujá havia empenhado R$ 385 mil — o equivalente a um bom apartamento no Centro da Cidade, próximo das praias de Pitangueiras e Astúrias — na compra e instalação de um sistema modular de arquivamento e armazenamento do almoxarifado da Casa.
Semana passada, requerimento de mesmo teor lido em plenário foi rejeitado pela maioria (Foto: Luiz Torre/DL)
Semana passada, requerimento de mesmo teor lido em plenário foi rejeitado pela maioria (Foto: Luiz Torre/DL)

A compra foi homologada e publicada no Diário Oficial do Município (DOM) de 22 de janeiro passado e a empresa vencedora foi a Mobiliare Móveis Corporativos, a mesma que, ano passado, mobiliou toda a nova sede do Legislativo, pela “bagatela” de R$ 2,6 milhões — 2/3 do que foi gasto nas obras de reforma do prédio do Legislativo, que fica na esquina da Rua Quintino Bocaiúva com a Avenida Leomil, no Centro, e que custou R$ 3,5 milhões.

“O prédio está cheio de problemas que precisam ser solucionados e eu quero checar o material utilizado e cobrar a empreiteira que fez a obra uma revisão dos serviços realizados”, explica Val, justificando o pedido dos contratos.
Vale lembrar que o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) também havia acolhido representação do Ministério Público (MP) e suspendeu a licitação para aquisição de cinco carros para a Câmara, sob a suspeita de direcionamento na realização da licitação.

No início do ano, a Câmara empenhou quase R$ 6 milhões (5.721.902,40) para manter-se informatizada. Homologações neste sentido também foram publicadas no DOM e somaram-se aos empenhos passados, que ultrapassaram R$ 5 milhões, gastos com impressão, serviços de mão de obra, instalação de hardwares, softwares, suprimentos e manutenção.

O consórcio que vem vencendo os pregões é o Siello, formado pelas empresas Ello Office & Empreendimentos LTda EPP, que vem prestando serviços à Câmara desde 2008, e Simapi Comércio Importação e Exportação LTDA. EPP, de Praia Grande, cujo capital inicial é R$ 120 mil — no mínimo teria que ser R$ 600 mil (10% do valor do contrato). “Quero estudar a fundo estes dois contratos”, diz Val.

É importante ressaltar que, conforme pesquisa da reportagem à época, a empresa praiagrandense era fornedora de material de construção, elétrico e produtos saneantes sanitários. Na ocasião, pelo menos em seu objeto social, produtos de informática não estavam entre sua especialidade.

Presidência

O atual presidente da Câmara, vereador Marcelo Squassoni (PRB), disse ontem que está tranquilo e já providenciou a entrega da cópia de todos os contratos a Val. “Não sei porque o Val está intrigado com isso. Ele tem direito de ver os contratos como qualquer cidadão porque os documentos são públicos e a Câmara é transparente”.

Squassoni ressalta que os contratos foram feitos pela Mesa Diretora anterior, presidida pelo então vereador José Carlos Rodriguez (PP), hoje secretário de Turismo de Guarujá. “Mais um motivo para eu estar tranquilo”, disse o presidente, que finaliza alertando que o requerimento de Val foi rejeitado porque os demais parlamentares entenderam como uma atitude política.

Supostos marajás

É importante ressaltar que, este ano, a Câmara protagonizou outra situação constrangedora, em que praticamente a metade dos 39 funcionários de carreira da Casa recebiam — entre salários e gratificações — valores acima de R$ 20 mil, alguns chegando a R$ 35 mil, o dobro do salário da prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB), que é de R$ 17,1 mil mensais.

Os demais 19 funcionários também possuíam gratificações consideráveis, proporcionando vencimentos entre R$ 10 e R$ 19 mil — bem acima do salário dos 17 vereadores e dos 70 funcionários comissionados incluídos na folha de pagamento da Câmara, cuja média salarial é R$ 3,5 mil.

O vereador Marcelo Squassoni conseguiu estancar a verdadeira “sangria” e aprovar projeto de resolução acabando com as gratificações “gordas”, instituídas no apagar das luzes da última legislatura, por intermédio da revogação do artigo 13, da resolução 17, de 7 de novembro de 2012, que instituiu, entre outros benefícios, a Gratificação por Assiduidade e Pontualidade (GAP).

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Em Guarujá, agentes da Dengue vistoriam imóveis denunciados Cinco grupos realizarão telagens na Vila Baiana, Enseada, Pae Cará e Morrinhos

O mosquito Aedes aegypti não tem sossego em Guarujá. Neste sábado (11), 30 agentes do Controle e Combate à Dengue vistoriarão as residências denunciadas pelos munícipes e farão telagem nas caixas d'água que necessitam do serviço. O trabalho será realizado das 9 às 15 horas por toda a Cidade.

 
As equipes serão formadas por três agentes. Cinco grupos realizarão as telagens na Vila Baiana, na Enseada, no Pae Cará e no Morrinhos. Outras quatro equipes farão as vistorias no Jardim Las Palmas, no Jardim Virgínia, no Sítio Conceiçãozinha, no Pae Cará e no Morrinhos. O estafe será completado com mais três agentes administrativos para o apoio de campo.
 
O Disque-Dengue recebe, em média, 60 denúncias diariamente. Em caso de chuva, os trabalhos são adiados. A população pode denunciar e solicitar orientação pelo Disque-Dengue (0800 779 8000) e pelo Controle e Combate à Dengue (3341-6569). Além disso, é disponibilizado o e-mail para a comunicação:dengue@guaruja.sp.gov.br.
 

PREFEITURA DE GUARUJÁ – Assessoria de Imagem e Comunicação Pública – Tel.: (13) 3308-7470
Jornalista responsável: Karina Praça (MTb. 43.955) Redator: Giuliano Guerreiro
10 de maio de 2013 – Saúde – Em Guarujá, agentes da Dengue vistoriam imóveis denunciados
e-mail: imprensa@guaruja.sp.gov.br

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Prefeitura e Drads discutem ações para acolher a população de rua Criação do Creas Pop, no Lar Elizabeth, foi uma das propostas discutidas


Buscar soluções conjuntas para melhor acolher a população de rua, encaminhando essas pessoas de forma digna às instituições ou as reintegrando às suas famílias. Esse é o objetivo da Prefeitura de Guarujá, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social. Para tratar do assunto, a secretária da pasta, Elizabete Gracia da Fonseca, realizou reunião na terça-feira (7), com o Governo do Estado e o Lar Espírita Cristão Elizabeth.
 
No encontro, realizado no Fundo Social de Solidariedade, surgiu a proposta de se criar um Centro de Referência Especializado de Assistência Social para a população em situação de Rua (Creas Pop), no Lar Elizabeth. A sugestão será estudada pela Administração Municipal.
 
A secretária pontuou que existe um trabalho concreto com o segmento e o Lar Elizabeth recebe subvenção do Município. “O processo ainda está em discussão. Seria mais uma porta de entrada para essa população oferecendo mais dignidade”.
 
Elizabete aponta ainda que a questão da população de rua é um desafio para a Assistência Social, e cita que a Diretoria Regional de Assistência e Desenvolvimento Social (Drads) veio ao encontro para mostrar à Prefeitura e entidade, as novas normativas que regem a política de Assistência. “O Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) vai criar um sistema para identificar a população de rua da Região, além de injetar recursos para realizar uma campanha, porque este é um problema comum da Região”, relatou.
 
Para a diretora da Drads, Jussimara Rodrigues, a oportunidade do órgão ter participado é importante para consolidar a política de Assistência Social em Guarujá e na Baixada Santista. “O poder público e a sociedade civil discutem juntos a política de Assistência Social e buscam soluções em conjunto. À princípio foi feita uma reunião com o corpo técnico da entidade e, agora vamos conversar com a direção, unindo a política pública com a ação da instituição”.
 
O encontro contou com a participação do corpo técnico da Secretaria e da instituição assistencial e do titular da Diretoria Regional de Assistência e Desenvolvimento Social (Drads) da Baixada Santista, Jussimara Rodrigues, que representou o Governo do Estado.

terça-feira, 7 de maio de 2013

A Prefeitura de Guarujá informa que todo o sistema do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU 192 funciona com 44 funcionários. Desses, 16 tiveram seus contratos vencidos e a Administração Municipal não pode renovar devido às normas que as leis determinam.




A solução adequada será a realização de um novo concurso, ação já implementada pela Prefeitura e que está sendo preparada. Ao mesmo tempo, foram convocados profissionais da área de saúde do cadastro reserva do processo seletivo anterior. A reposição desses funcionários está em andamento.  

O SAMU não parou e em alguns casos, o Município contou com o suporte da frota de ambulâncias da Secretaria de Saúde e Corpo de Bombeiros. A Prefeitura ratifica que nos procedimentos de atendimento às urgências e emergências são seguidos todos os protocolos estabelecidos de eficiência. E nas eventuais falhas, a Prefeitura procura corrigir no menor tempo possível.

Vale ressaltar, que o SAMU é um serviço essencial para a população. Atualmente, em média 1.900 atendimentos mensais são realizados, chegando a 2.400 na temporada. A Prefeitura de Guarujá não medirá esforços para que a população continue a contar com esse serviço.

PREFEITURA DE GUARUJÁ – Assessoria de Imagem e Comunicação Pública - Tel.: (13) 3308-7470
Jornalista responsável: Meilin Neves (MTb.: 48.560) – Redatora: Carine Bernardino (MTb.: 57.503)
7 de maio de 2013 – Comunicado Oficial – SAMU

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Trocar de assunto é coisa de político.



Mestres em responder às perguntas com outras, de mudar de assunto sem que a maioria perceba e de tentar convencer que os fins justificam os meios, temos visto os maus políticos levarem vantagem quase sempre.
São eleitos em voto de protesto, permanecem imerecidamente nos cargos por força do arcaico sistema judiciário e ressurgem das cinzas como fênix, porque os que vêm chegando são piores dos que não foram.
Guarujá perdeu a chance de manter a qualidade de vida e o glamour que havia conquistado faz mais de vinte anos.
Conta um amigo, corretor de imóveis de sucesso na cidade, que ao ser eleito Waldir Tamburus carregava a esperança dele e do pessoal mais esclarecido, que percebia a catástrofe que poderia ocorrer caso as invasões que geravam as favelas não fossem contidas.
A completa falta de ação gerada pelo erro naquela escolha desencadeou a decepção do empresariado e a ascensão de Maurici Mariano, segundo quem o conheceu nas origens, advogado pobre, sem brilho na profissão e um agudo conhecimento da arte de embromar.
Nem bom orador, nem alto e bonitão, nem bem quisto nem mal quisto, Maurici Mariano tomou fácil as rédeas da política local e permitiu que uma das muitas criações do prefeito Jaime Dayge, o bairro de Morrinhos fosse transformado em moeda política nos primeiros anos e força política depois de assentadas algumas das centenas de famílias oriundas das favelas. Milhares de outras foram preteridas na doação daqueles terrenos, privilegiando vereadores da época que os doaram a correligionários, inviabilizando o que na época poderia ser a solução para acabar com as favelas.
Tido por muitos como político que fazia política vinte e quatro horas por dia, Maurici Mariano incentivou de fato a grande e triste obra que vemos hoje. Milhares de favelados que precisam de quase tudo administrações sucessivas que fizeram quase nada.
Continuo, quando der, com as administrações de Maurici Mariano e histórias que andam na boca do povo.

quarta-feira, 1 de maio de 2013

A escola e faculdade Dom Domênico no Guarujá é o que se pode chamar de mau exemplo na deposição de lixo. Veja as fotos desse 1o de maio de 2013. Isso é para acabar de vez com o Guarujá

Veja outras publicações e lixo na porta do Dom Domênico.



www.sosguaruja.com/2010/07/blog-post.html?spref=fb

www.sosguaruja.com/2009/03/lixo-na-frente-do-dom-domenico.html?spref=fb

www.sosguaruja.com/2009/09/lixo-na-porta-do-don-domenico.html?spref=fbtos