Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.

Faça do SOS Guarujá seu informativo a qualquer hora. Assuntos locais e de interesse geral.
Atualizamos o blog várias vezes todos os dias para que você tenha a informação em cima da hora.Colabore mandando eventos, matéria,denúncias,textos...tudo que possa interessar à comunidade do Guarujá.

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO GUARUJÁ ATACADO E VAREJO
CLIQUE E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUINIS DO BRASIL

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Em Guarujá, Operação Verão fiscalizará irregularidades Fiscais e guardas civis municipais se integram para garantir segurança a munícipes e turistas durante a estação mais quente do ano


Operação Verão

Dentro das atividades de segurança que integram a Operação Verão para a temporada de 2014, a Guarda Civil Municipal de Guarujá – GCM, junto com a Secretaria de Finanças escalou uma equipe de fiscalização para o ordenamento do espaço público.
Serão 40 fiscais que unirão forças aos guardas municipais por meio do monitoramento e fiscalização nos principais pontos da Cidade e em todos os períodos do dia. “Trabalharemos no sentido de manter o sossego e a ordem do espaço público. A fiscalização será realizada a partir de estudos prévios de situações irregulares que foram registradas anteriormente”, explica o fiscal e coordenador dessa operação,             Fábio Tedesco.
Dentre as principais atividades que integram a operação, haverá fiscalização de vans e ônibus de turismo para controlar que os veículos estacionem em locais proibidos. O controle será feito, principalmente, aos sábados, domingos e feriados, quando há grande movimentação na Cidade. Neste caso, interessados em vir para Cidade de Van ou ônibus, precisam ter convênio com o setor de comércio como quiosques, restaurantes ou pousadas, para que estes solicite uma autorização ao setor de fiscalização. Feito isso, será emitido uma autorização que terá que ser fixada no painel do veículo, para que este possa entrar na Cidade, sem essa autorização, os automóveis serão multados e guinchados.               
Outra fiscalização que será intensa é com a prática irregular com jetski. É dever dos agentes municipais fiscalizar condutores de jetskis sem a habilitação de Arrais, inibir o abastecimento das embarcações na faixa de areia, proibir o estacionamento desses veículos na areia, além de cuidar da segurança e do trânsito. Os guardas acionam os órgãos competentes quando necessário.
O Município também terá outras fiscalizações. Isso inclui desde observar se comerciantes estão agindo de acordo com suas licenças até monitorar o comportamento de quem pratica esportes em locais e horários irregulares. Fiscais auxiliarão, estabelecendo horários e locais apropriados para jogos de futebol e frescobol, entre outras normas, além de advertir a presença de animais e ambulantes irregulares na areia.

PREFEITURA DE GUARUJÁ – Assessoria de Imagem e Comunicação Pública - Tel.: (13) 3308-7470
Jornalista responsável:
 – Redatora Universitária: Lívia Duarte20 de dezembro de 2013 Finanças e Defesa Social – Em Guarujá, Operação Verão fiscalizará irregularidades

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Para a polícia, morte de garçom pode estar relacionada ao tráfico de drogas A Tribuna on-line

Guarujá
N/A
Flávio Anacleto dos Santos foi morto na saída do baile
* Com informações de Bruno Lima
A polícia investiga a morte do garçom Flávio Anacleto dos Santos, de 25 anos, durante um baile funk em Morrinhos, em Guarujá. O crime ocorreu na madrugada desta quarta-feira, durante um baile na Praça Mario Covas, para celebrar a noite de Natal.

Logo após o crime, a polícia esteve no local e não encontrou testemunhas. Mas, ao lado do corpo de Anacleto, foi encontrada uma garrafa de vidro parcialmente quebrada, o que pode indicar que o garçom tenha se envolvido em uma briga com o autor dos disparos.
A vítima, que foi executada com quatro tiros na cabeça, tinha passagens por tráfico de entorpecentes em 2007 e 2012. Por isso, a polícia trabalha com a hipótese da morte ter ocorrido por dívidas de drogas. Por enquanto, ninguém foi preso.
O crime
O baile começou por volta das 23 horas. Centenas de pessoas com bebidas alcoólicas, drogas e fogos de artifício tomaram conta do local.  O crime que tirou a vida do garçom ocorreu às 4h40, numa calçada em frente à praça. Assim que os tiros foram efetuados, houve correria e o criminoso, camuflado na multidão, fugiu sem ser identificado.
Uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada. Porém, quando chegaram, os médicos encontraram Anacleto sem vida. O delegado Fabrício Godinho, da Delegacia Sede da Cidade, também esteve na praça, mas não obteve detalhes do assassinato.
As diligências do caso serão realizadas pela equipe de investigação do 2º DP de Guarujá.
Pessoas com informações que possam ajudar a polícia a identificar o assassino podem entrar em contato por meio dos telefones 181 (Disque-Denúncia) ou 3388-6992 (DP Sede de Guarujá). Não é preciso se identificar para fazer denúncias.

Contra roubo, Guarujá proíbe bicicleta na areia

Bandidos estariam utilizando o meio de transporte para realizar assaltos na cidade do litoral paulista
Da Rádio Bandeirantes noticias@band.com.br

A prefeitura do Guarujá, litoral paulista, vai proibir a circulação de bicicletas na areia e no calçadão da cidade para impedir assaltos. A PM (Polícia Militar) e a Guarda Civil dizem que as bicicletas são utilizadas com frequência por bandidos que escapam com rapidez após os assaltos. “Estamos acompanhando os índices criminais e percebemos que, na faixa arenosa, geralmente a bicicleta é utilizada como ferramenta de fuga após eles cometerem os delitos. Então, aqueles pontos onde há maior incidência criminal são onde a gente vai aumentar esse trabalho, integrado com a PM”, disse, em entrevista à Rádio Bandeirantes, a coordenador do projeto, Valéria Amorim.
Ela afirma que os ciclistas só serão aceitos nas ciclovias e ciclofaixas da cidade. Por isso, nesta semana, os agentes da cidade irão fazer o trabalho de orientação. A partir da semana que vem, porém, as bicicletas flagradas na areia ou nas calçadas serão apreendidas. “É uma apreensão administrativa. Para retirar sua bicicleta, a pessoa paga uma multa. Mas o mais importante de tudo é a gente diminuir o risco para as pessoas que estão desfrutando das praias do Guarujá de que elas sejam alvo de roubo, de furto”, diz Valéria. 
Segundo a coordenadora, o foco é a faixa arenosa, mas como o Código de Trânsito Brasileiro proíbe o trânsito de bicicletas nas calçadas, os calçadões também serão alvo da ação da prefeitura. “Então, em cima do código, nós vamos fazer a orientação. E, depois da orientação, será feita a apreensão”. A respeito das praias, as bicicletas não poderão nem ficar estacionadas na areia.
 Valéria diz que as duas principais praias atingidas pela onda de roubos são Pitangueiras e Enseada. A coordenadora, porém, não apresenta dados das estatísticas.
 “Não vai ser uma caça às bicicletas. A gente sabe que é o perfil do Guarujá as pessoas andarem de bicicleta. [As intervenções] serão naqueles pontos em que a gente sabe que as pessoas vão no intuito de cometer delito”, diz a coordenadora.

Triste Guarujá


Boa parte do prazer de olhar o mar, andar no calçadão da Praia de Pitangueiras e curtir essa beleza com que o Guarujá foi presenteada por Deus está se perdendo pelo desprazer de sentir o cheiro de fritura emanado dos carrinhos de comidas, que são verdadeiros restaurantes nas areias.
Esse cheiro se espalha pela areia e atinge os prédios que são barreiras que impedem a dissipação.
Uma ligeira olhada mostra que se vende de tudo na praia sem o menor controle.
É triste olhar para cadeiras e guarda-sóis velhos, rasgados e desbotados, bicicletas largadas na areia, barracas de todos os tipos, de sermos obrigados a que conviver com atendentes mal vestidos que cheiram bebida barata, carros velhos e podres estacionados de qualquer maneira na avenida da praia, e finalmente saber, que tudo isso nos é impingido por pessoas privilegiadas por alvarás distribuídos sem critério, transferências e licenças obtidas por favores políticos e perceber nitidamente que jã não basta dizer que Guarujá não é a mesma.

Está irreconhecível e tristemente nivelada tão por baixo que certamente provocará com o tempo novo êxodo que vai rebaixar ainda mais a outrora Pérola do Atlântico. 

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Balsa colide em atracadouro de Santos e veículos ficam danificados

Uma pessoa ferida


De A Tribuna On-line
Uma balsa que realiza a travessia marítima entre Santos e Guarujá colidiu contra o atracadouro do Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa) na manhã desta segunda-feira. Com o impacto, pelo menos sete veículos bateram entre si e ficaram danificados. O acidente também deixou uma pessoa ferida, com escoriações leves. A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), vai investigar o que aconteceu. 
 
Segundo informações do Centro de Operações da Dersa, foi a balsa FB-28 que se acidentou. A embarcação, que tem capacidade para 50 veículos, estava em rota de aproximação para atracar na margem de Santos quando atingiu o cais. O Centro de Operações da estatal informou, extra-oficialmente, que ainda está apurando as circunstâncias do fato. No entanto, afirmou que cinco carros e duas motos ficaram danificadas. 
 
A Capitania dos Portos já enviou peritos ao atracadouro da Dersa. "Preliminarmente, sabemos que houve uma falha nos motores da FB-28", informou o capitão dos Portos de São Paulo, Marcelo Ribeiro de Souza. Segundo ele, a Marinha abriu um Inquérito sobre Acidentes ou Fatos da Navegação para investigar a colisão. "Já solicitamos um parecer oficial, uma carta explicativa, e um laudo que ateste a segurança da embarcação".

No incío da tarde, o atracadouro onde a balsa colidiu foi liberado para o uso de outras embarcações. A FB-28, porém, permanece parada para reparos.